O município de Santa Cruz do Capibaribe deu mais um salto contra a seca, a prefeitura municipal através da diretoria de agricultura conseguiu aderir 74 agricultores no programa Garantia-Safra (GS).

O GS é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), voltada para os agricultores familiares que vivem no Nordeste e outras regiões do país majoritariamente semi-áridas, que sofrem com as perdas de safra (das culturas de algodão, arroz, feijão, mandioca, milho ou outras atividades agrícolas) de pelo menos 50% da produção por motivo de seca ou excesso de chuvas e são atendidas pela SUDENE (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste).

Para participar do programa é necessário que, anualmente, estados, municípios e agricultores localizados na área de atuação da SUDENE façam adesão ao GS. De acordo com o Diretor de Agricultura Lenildo Araújo, esse ano Santa Cruz atingiu um número de 91% de agricultores contemplados pelo Garantia Safra.

“Número consideravelmente satisfatório para o município, uma vez que, está acima da média do estado, isso se deve ao trabalho da prefeitura em parceria com o IPA e o conselho de desenvolvimento rural sustentável”, ressaltou Lenildo.

Os agricultores que aderirem ao GS receberão a indenização de R$760,00 prevista pelo programa, diretamente do governo federal, em até seis parcelas mensais, por meio de cartões eletrônicos disponibilizados pela Caixa Econômica Federal que chegarão nas casas dos agricultores contemplados.

O Diretor de Agricultura informa que quem se inscreveu no garantia safra e ainda não efetuou o pagamento da taxa de R$9,50 do boleto, o governo prorrogou o prazo até o dia 30 de abril, para o agricultor se regularizar e poder receber o benefício.

Por Emanoel Glicério | Marcadores:

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Esse blog é tão puxa-saco de político, que quando faz uma matéria verdadeiramente condizente, nem combina.

  1. Anônimo disse...:

    Lenildo toma vergonha, dizer que isto é salto só se for de jabutir em marcha ré.