Um fato que vai condicionar os próximos movimentos a partir de agora. É dessa forma que o senador Armando Monteiro, presidente do PTB de Pernambuco, avalia a decisão do PSB nacional, comandado pelo governador Eduardo Campos, de deixar o governo Dilma Rousseff, entregando os dois ministérios que ocupa atualmente.

Em entrevista por telefone a Geraldo Freire, da Rádio Jornal (Recife), o senador fez uma avaliação do impacto da decisão: “Eu acho que esse movimento que o PSB fez aponta claramente uma direção e essa direção é a da candidatura do governador Eduardo Campos à Presidência da República. A partir daí, essas definições nos planos local e regional naturalmente começarão a acontecer, ou seja, a definição das alianças que vão se formar e, a partir disso, a definição dos palanques”.

Veja abaixo a entrevista completa:


Por Emanoel Glicério |

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    armando monteiro como todo bom filhote da ditadura so vai para onde tiver vantagem.