A Operação Pipa, programa do Governo Federal que distribui água potável para a população situada nas regiões afetadas pela seca ou estiagem, chegou aos distritos e localidades rurais do município de Santa Cruz do Capibaribe, através de uma ação conjunta da Prefeitura Municipal, do Ministério da Integração Nacional, da Secretaria Nacional de Defesa Civil e do Exército Brasileiro.  



As famílias da zona rural atingidas pela seca são identificadas pelo Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável (formado por membros de associações rurais e poder público) que direciona os locais onde o exército distribuirá água potável para o consumo humano.



A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente através do Secretário Executivo de Agricultura, Lenildo Araújo, proporciona todo o suporte na operação através do acompanhamento e trabalho do Fiscal Ambiental, Luiz Carlos Bezerra. De acordo com o fiscal, em pontos estratégicos das áreas rurais, um morador é cadastrado para receber a água do Exército e fornecê-la para cinco famílias próximas.



O Capitão Wagner e o Soldado Rodolfo são os membros do Exército responsáveis por Santa Cruz do Capibaribe, que junto com o Fiscal Ambiental e o Conselho Rural, além de realizar um trabalho de abastecimento, fiscalizam se a água está sendo distribuída de forma correta e visitam os locais para detectar novos pontos de distribuição.   




“A maioria das localidades rurais santa-cruzenses decretaram situação de emergência com a seca que atinge o agreste pernambucano, a Operação Pipa tem o objetivo de amenizar os efeitos da estiagem que já provocou quedas na produção agrícola e pecuária e preocupa as famílias que vivem da agricultura”, relatou Luiz Carlos.  

Por Emanoel Glicério | Marcadores: ,

0 comentários: