As 27 câmeras de segurança espalhadas pela cidade estão totalmente desativadas aguardando um projeto de reativação que permita um tempo de vida útil aos equipamentos.
 
De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana e Segurança Pública, Fábio Aragão, a comunicação entre as câmeras e o sistema de monitoramento é feito por 18 mil metros de cabo de fibra ótica, que fica exposto nos postes de iluminação pública, o que facilita a deteriorização dos cabos, o que provoca a perda de sinal entre as câmeras e o sistema de monitoramento.
 
“O sistema estava totalmente interligado em setembro de 2012, em dezembro já haviam problemas e as câmeras pararam de funcionar, estamos em busca de um sistema que possibilite um melhor uso desse equipamento, porque se voltarmos a utilizar as fibras óticas em pouco tempo o problema retorna’ desabafou Fábio Aragão.
 
O secretário de Segurança Pública de Pernambuco, Wilson Damásio, afirmou que é urgente a necessidade de reativar as câmeras, e declarou que os governos municipal e estadual podem firmar um convenio através do programa PEConectado para a reativação do sistema de vigilância.

Por Emanoel Glicério | Marcadores:

0 comentários: