Em nota enviada a imprensa o deputado federal José Augusto Maia (PROS falou sobre o clima de insegurança que tomou conta da Capital da Sulanca nos últimos dias, mas não perdeu a oportunidade de destacar o período em que esteve à frente da prefeitura do município.

De acordo com José Augusto quando ele recebeu o comando da prefeitura em janeiro de 2001 a insegurança marcava índices assustadores, chegando à marca de 96 homicídios em um ano.

Relembrando as parcerias com outros órgãos públicos o deputado destacou a queda da criminalidade entre os anos de 2001 e 2008 e alertou para o partidarismo que atrapalha ações de parcerias.

“Nestes anos todos, aprendi que em segurança não pode haver partidarismo, é um problema de todos e continuo à disposição para contribuir no debate. Nosso povo não pode mais ficar refém do medo, dentro de suas próprias casas, à luz do dia” afirmou o parlamentar.

José Augusto vem encabeçando uma Frente Parlamentar de Segurança que tem como objetivo criar um fundo constitucional para investimentos no setor.

“Esta minha nova luta, tem sido reconhecida e muito bem vista aqui em Brasília. Tenho muita fé neste projeto que, aprovado, vai trazer muitos recursos para segurança do nosso País” afirmou José Augusto.

Protesto


Durante o velório do jovem Ewerton Lima, assassinado na manhã desta terça-feira, coroa de flores enviadas pelos deputados José Augusto, Diogo Moraes e pelo prefeito Edson Vieira foram jogadas fora em sinal pelo protesto pela insegurança que assola a cidade.

Por Emanoel Glicério | Marcadores: ,

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    GRANDE NOVIDADE ERA FERNANDO ABRIR MÃO KKKKKKKKKK ESSE CARA NUNCA TEVE PALAVRA MESMO. QUEM MANDA NELE É O CHEFE ZÉ DA MERENDA. ELE NÃO PRECISA SE QUER PENSASR O ZÉ PENSA POR ELE.

  1. Anônimo disse...:

    A mesma merda de discurso pense num parlamentar fracooo.. atuatilize-se