O ex-prefeito Ernando Silvestre (DEM) em entrevista ao programa Rádio Debate, pelas rádios Pólo FM e Vale AM, revelou alguns fatos históricos, como o voto que elegeu José Augusto para a presidência da Câmara de Vereadores em 1997 e seu voto pessoal nas eleições de 2012.

O ex-prefeito falou ainda sobre a criação do Moda Center Santa Cruz e o período em que teve que sair da político, e acabou sendo esquecido por muito “amigos”.

Confira os principais trechos:

Voto que elegeu José Augusto para a presidência da Câmara

“Eu acredito que foi Nailza Ramos, e dizem que quem fez toda a negociação foi Zinha Vieira”

Disputa contra o Padre Bianchi

“Foi uma disputa muito difícil, o padre dormia na casa dos eleitores, era uma imagem muito popular, no outro dia a população estava falando da simplicidade do padre. Mas fomos competentes e vencemos a eleição”

Esquecimento político

O distanciamento de algumas pessoas quando eu perdi a eleição foi grande, mas não chega a ser 10% do que acontece hoje com José Augusto”

Político de profissão

“Eu nunca fui um politico profissional. Fui prefeito duas vezes porque o povo quis. Nunca fui ganancioso para viver brigando por cargos políticos”

Convites para novas disputas eleitorais

“Recusei ser candidato a deputado duas vezes, e a prefeito mais duas vezes. Em 2012 eu não estava em condições psicológicas e de saúde para enfrentar uma campanha, mas nunca tive vaidades, pode até ter sido coisa da minha cabeça, mas acabei não aceitando os convites”

Vitória de Edson

“Foi bom Edson ter vencido sem o meu apoio, senão iam ficar falando que ele só teria vencido por minha causa. Eu não votei em Edson, nem votei em Zé, meu voto foi no PV, em Cleiton. Hoje não sei se eu votaria em Edson”

Convite de José Augusto

“Zé me visitou no hospital e me minha residência, chegou a me falar eu se fosse mais cedo eu poderia ser o candidato do grupo. Ora, eu não quis ser candidato no meu grupo, imagine no grupo dos outros”

Novas disputas

“eu não posso dizer que dessa agua não beberei, não somos nós que escolhemos a política, é ela que nos escolhe. Não somos nós que abandonamos o povo, é o povo que nos abandona. Eu não sei como meu nome vai está nas próximas eleições”

Por Emanoel Glicério | Marcadores: ,

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    de tabela ernando votou em um aliado de ze augusto.