Maior centro atacadista de confecções do País comemora crescimento no fluxo de compradores e veículos de grande porte no empreendimento
Dois mil e treze ainda não chegou ao fim e os gestores do Moda Center Santa Cruz já identificaram o expressivo incremento na circulação de compradores no centro atacadista de confecções no Agreste pernambucano. O crescimento supera em mais de 20% o que foi registrado no mesmo período no ano passado.

A diretoria também comemora a ‘quebra’ de um recorde histórico: no início da semana (de oito a dez de dezembro), o empreendimento registrou a maior feira desde a sua inauguração, em 2006. Nesses dias, mais de 150 mil pessoas estiveram no mais importante centro comercial do polo têxtil estadual e o maior do gênero no País. A expectativa é que a próxima feira, de 15 a 17, seja tão movimentada quanto a anterior.
“No condomínio, temos registrado aumentos consideráveis na quantidade de veículos de grande porte. Na semana passada, contabilizamos mais de mil ônibus e vans nas nossas dependências. A média semanal é de 400 coletivos do tipo. De novembro para cá, com a necessidade de abastecimento do comércio para as festas de fim de ano, superamos o fluxo normal em mais de 100%”, compara o síndico do Moda Center Santa Cruz, Valmir Ribeiro.

Segundo o gestor, chama a atenção o crescimento na frequência de automóveis particulares. “Ela tem sido cada vez mais consistente nos últimos tempos. O melhor é que, taticamente, como forma de oferecer mais conforto aos clientes e melhorar a fluidez de veículos, ampliamos o total de faixas de entrada e saída do parque e a área do estacionamento, que passou a contar com seis mil vagas”, detalha.
Ribeiro explica que os números positivos obtidos pelo condomínio são resultado direto dos esforços da atual gestão. “Eles demostram o grande acerto no nosso planejamento estratégico, que incluiu de obras impactantes até a divulgação do parque em outros estados para atrair novos compradores. Os dados favoráveis também são decorrentes do nosso comprometimento com a busca e a implantação de melhorias em diversos âmbitos, tanto estruturais como administrativos, e a isenção quanto a intervenções externas que possam comprometer o desenvolvimento do parque”, enfatiza.

Por Emanoel Glicério | Marcadores:

0 comentários: