Senador eleito no palanque de Eduardo campos em 2010 o petebista Armando Monteiro Neto já tem o discurso pronto para quem questioná-lo sobre o fato de ser candidato contra o nome que será indicado pelo governador.

“Dilma ainda tem direito a reeleição e Eduardo vai concorrer contra ela. E eu considero legitima a sua pretensão, mas mais legitima ainda é a nossa” se defendeu Armando, que depois foi mais duro:

“Eu não concorro contra ele (Eduardo) porque ele foi eleito e reeleito e não concorre mais e meu partido tem legitimidade para concorrer ao governo. Onde está escrito que o candidato tem que ser do partido do governador?” questionou.

Armando usa a defesa de que, se Eduardo pode concorrer contra Dilma, de quem foi ministro, ele também pode concorrer contra o PSB em Pernambuco, apesar de ter sido aliado até o ano o passado.

Por Emanoel Glicério | Marcadores: , , ,

0 comentários: