A ex-senadora petista Marina Silva, que disputou a presidência em 2010 pelo PV e se filiou no último ano ao PSB deve anunciar até o próximo mês de fevereiro a decisão de ser candidata a vice-presidente na chapa encabeçada por Eduardo Campos, presidente nacional da legenda socialista.

A decisão acontece após Marina vetar o apoio do PSB-Rede a reeleição do governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB).

Para compensar o veto ao nome de Alckmin a ex-senadora aceitou ter seu nome anunciado como vice de Eduardo nos próximos dias.

A popularidade de Marina em medias e grandes cidades, e a influencia desse apoio a candidatura de Eduardo fizeram com quem o socialista aceita-se o veto a Alckmin desde que Marina tivesse seu nome oficializado como candidata a vice-presidente.

Por Emanoel Glicério |

0 comentários: