O senador Armando Monteiro avalia que Pernambuco tem dois importantes desafios nos próximos anos para continuar crescendo: ampliar os investimentos em infraestrutura e melhorar a qualidade do sistema educacional. Para isso, além da manutenção e ampliação das parcerias com o governo federal, é necessário um governo estadual proativo, com capacidade de articulação e mobilização das forças sociais.
 
Na opinião de Armando, é preciso que projetos fundamentais na infraestrutura sejam priorizados, a exemplo da construção do Arco Metropolitano, rodovia essencial para o escoamento da produção industrial do novo polo em implantação no Litoral Norte, onde está sendo instalada a Fiat e diversos outros empreendimentos de grande porte.
 
Armando cita também outras obras federais importantes que precisam ser concluídas, como a BR-104, a duplicação da BR-423 e a Ferrovia Transnordestina – visto que o modal ferroviário é fundamental para a nova logística de Pernambuco. Deve-se ainda completar uma série de obras de infraestrutura hídrica, como a Adutora do Pajeú, a duplicação da Adutora do Oeste, o Ramal de Entremontes, a Adutora do Agreste. “A manutenção dessa parceria com o governo federal é fundamental pra Pernambuco completar e qualificar essa infraestrutura”, acrescenta.
 
Mas outro ponto crucial para o desenvolvimento de Pernambuco, segundo o senador, é a requalificação e reorientação da matriz educacional do Estado, que, na opinião dele, está com desempenho insuficiente no ensino médio e fundamental. “Nós estamos com um desempenho no ensino fundamental que ainda é insuficiente e nós precisamos conectar o ensino médio com o ensino técnico-profissional. Eu diria o seguinte: Pernambuco será no futuro aquilo que o sistema educacional for nos próximos anos. Isso vai condicionar inteiramente, isso vai moldar o desenvolvimento de Pernambuco”, afirma Armando.

Por Emanoel Glicério |

0 comentários: